Twitter
Google plus
Facebook
Vimeo
Pinterest
+39 02 87 21 43 19

Fluid Edge Themes

Construtora Altana fecha o ano com VGV de R$ 255 milhões

Com um ano de bons resultados, empresa planeja novos investimentos

 

Apartamento Viva Mais Barueri

Apartamento Viva Mais Baureri

 

 

 

O ano de 2013 foi de grandes desafios, fortes investimentos e bons retornos para a Construtora Altana. A empresa fechou o período com 1417 apartamentos lançados, 1063 unidades comercializadas e um Valor Geral de Vendas (VGV) de R$ 255 milhões.

 

Investindo permanentemente em projetos inteligentes, com arquitetura diferenciada, áreas verdes, paisagismos e lazer para as todas as idades, a Construtora Altana apostou na realização do sonho da casa própria para a nova classe média brasileira, operando em parceria com a Caixa Econômica Federal dentro do programa “Minha Casa, Minha Vida”. Ainda durante o ano entregou os empreendimentos Bellagio Residencial Clube, na Zona Norte de São Paulo, e o Montenapoleone Residencial Clube, em Osasco, ambos projetos desenvolvidos dentro da Joint Venture estabelecida há 4 anos com a Paladin Realty Partners, a qual alcançou e superou todos os objetivos traçados para este período.

 

O Bellagio, inclusive, foi cenário de uma bela iniciativa promovida pelo Programa do Gugu em parceria com a Altana, tornando possível o sonho de Jenel Charles, um haitiano que perdeu tudo após um terremoto em seu país e veio para Brasil para continuar mantendo sua família. “Quando fomos procurados pelo Gugu nos sensibilizamos profundamente com a história de luta do Charles. Ficamos tão felizes em poder ajudá-lo, que pretendemos promover ainda mais esse tipo de iniciativa”, conta Frederico Azevedo, diretor-executivo da Construtora Altana. Jenel Charles  ganhou um apartamento no residencial.

 

Outra grande conquista foi à chegada da Altana em Jundaí, considerada uma das cidades de São Paulo com melhor qualidade de vida. O empreendimento Duo Reserva do Japi Residencial Clube, teve 70% de suas unidades vendidas em apenas 15 dias.

 

Para Frederico Azevedo, as metas para 2013 são desafiadoras.  “Estamos muito contentes com os resultados desse ano e nossos objetivos para 2013 são ainda maiores. Queremos explorar outros seguimentos, ampliando nosso VGV e entrando em novos mercados, como São Bernardo do Campo e Granja Viana” disse.

 

Fonte: Brasil Engenharia

 

Deixe seu Comentário